Agulha ou Cânula? O que usar na hora de fazer um preenchimento facial?

Agulha ou Cânula? O que usar na hora de fazer um preenchimento facial?

Agulha ou Cânula? O que usar na hora de fazer um preenchimento facial?
É importante conhecer os diferentes tipos de instrumentos para cada procedimento. Você sabe, por exemplo, qual o tipo de agulha usar na hora de realizar um preenchimento facial? Trouxemos algumas das principais diferenças e exemplos práticos de aplicações de preenchimento facial.
Entre a cânula e a agulha comum, deve-se levar em conta a anatomia e profundidade da superfície da pele onde será feita a aplicação. Enquanto a agulha normal é mais curta, tem ponta fina e maior precisão, porém com certos riscos de hematomas, a cânula, ou microcânula, não tem ponta, portanto, não corta, é mais comprida, mais flexível e pode causar menos hematomas, marcas ou inchaços.
A escolha do instrumento nesses casos depende de onde acontecerá a aplicação do preenchimento. Para áreas onde há maior vascularização e regiões onde é preciso seguir um plano de aplicação, a recomendação é sempre optar pela cânula, considerado o instrumento mais adequado para ter mais conforto no manuseio, maior garantia de acerto e de que o paciente se sinta bem. Ou seja, a ponta arredondada das microcânulas permite que o procedimento seja atraumático e ainda garante um preenchimento facial uniforme em regiões mais profundas.
Podemos dizer, portanto, que o uso de preenchedores faciais com cânula é o ideal para a maioria dos procedimentos, seja preenchimento de olheiras, preenchimento labial ou preenchimento malar, mas é sempre importante ter em mente que cada caso pede um estudo específico. Já as agulhas são excelentes instrumentos para um acabamento refinado, pois oferecem precisão a que se destinam.
No curso de Especialização em Harmonização Orofacial da North, você conquista confiança no atendimento de pacientes que buscam profissionais de estética orofacial. Capacite-se em todas as técnicas de aplicação de preenchimentos e reestruturação com ácido hialurônico em olheiras, malar, mandíbula, mento, etc.  Conheça todas as possibilidades nos tratamentos estéticos (rugas e marcas de expressão) e terapêuticos (disfunções de ATM, bruxismo, hipertrofia de masseter e temporal, cefaléias) com toxina botulínica. E também emagrecimento facial – Protocolo Guedes Magalhães – tratamentos especiais, com componentes sanguíneos e IPRF (Fibrina Rica em Plaquetas – fatores de crescimento), que oferecem revitalização da pele com o próprio sangue do paciente. E ainda tratamentos com fios lisos e fios de sustentação, bichectomia, lip-lift e demais procedimentos cirúrgicos ambulatoriais, microagulhamento, skinbooster e muito mais. Garanta sua vaga para a próxima turma e especialize-se ainda esse ano.